Você sabe como funcionam os juros dos empréstimos?

Uma das principais preocupações na hora de pegar um empréstimo são as taxas de juros, principalmente pelo peso que elas têm nas parcelas mensais. Mas você sabe o que os juros significam e qual a importância deles? A Just te explica!

Fatores decisivos para a definição das taxas vão desde o cenário econômico até a política de crédito aplicada pela instituição financeira. Para que você possa fazer a melhor escolha, é importante entender mais a fundo alguns outros pontos que também podem interferir no valor final das taxas de juros que você vai pagar ao contratar o empréstimo.

➔ Leia também sobre: Já decidi pegar um empréstimo pessoal. Quais são os cuidados?

Custo de um empréstimo

Cada empréstimo tem um custo para a instituição financeira. Por isso, a taxa final é decidida com base em três valores: o custo para você pegar o empréstimo, o de retorno para o investidor e o do serviço de emprestar o dinheiro para você.

Além disso, também são considerados fatores como inadimplência ou risco de crédito, o que é proposto pela instituição como uma forma de segurança, caso você venha a não pagar alguma das parcelas.

Taxa Selic

As taxas de juros do mercado financeiro no Brasil, incluindo as aplicadas em empréstimos, são determinadas de acordo com uma taxa base que se chama Sistema Especial de Liquidação e Custódia (SELIC).

Ela nada mais é do um sistema usado pelo governo através do Banco Central para controlar a venda, compra e até emissão de qualquer título. A Selic é determinada por meio de uma média ponderada dos juros aplicados pelas instituições financeiras e sofre um reajuste diário.

Esse é um ponto crucial para saber qual vai ser o valor aplicado nas suas parcelas. Por isso, é importante acompanhar o andamento da SELIC no mercado financeiro, além de estar sempre por dentro do que acontece no cenário econômico do país.

Custo Efetivo Total (CET)

Além dos juros, também existem outras taxas, seguros e encargos que podem interferir no valor das parcelas do empréstimo. A soma de todas elas é o Custo Efetivo Total, que leva esse nome justamente por ser a taxa percentual somatória que o cliente tem com todos os custos da operação de empréstimo.

Neste valor estão incluídos:

  • Imposto sobre Operações Financeiras (IOF), obrigatório em qualquer tipo de transição econômica;
  • Tarifa de cadastro, não obrigatória, mas cobrada na maioria dos casos;
  • Seguros, que geralmente constam na taxa final como garantia em caso de desemprego ou óbito.

Agora que você está mais por dentro das taxas cobradas, que tal solicitar o seu empréstimo? Na Just você pode fazer uma simulação para saber qual é o valor final que você vai pagar já incluindo todas essas taxas.

Mas, não se esqueça! É sempre muito importante que na hora de contratar o empréstimo você tenha certeza de que no contrato todos os custos já incluam essas taxas, afinal você precisa saber exatamente quanto vai pagar, né? Para simular com a Just, é só entrar no site e fazer o seu cadastro!

Just Explica :)

Dicas e informações sobre Empréstimo e Finanças!