Crédito

O que fazer para aumentar o meu score de crédito?

Publicado em:

mulher simulando como aumentar o score nos birôs de crédito

Você tem dúvidas sobre o que é o score de crédito? Essa é uma das principais ferramentas utilizadas pelas instituições financeiras ao realizarem a análise de crédito. Por meio de um sistema de pontuação em órgãos de proteção ao crédito como o SCPC e a Serasa, as instituições classificam os consumidores de acordo com seus hábitos de pagamento no mercado de crédito.

Com isso, os bancos e financeiras analisam o perfil de risco dos solicitantes, por exemplo, de empréstimo, para aprovar ou não a liberação do dinheiro. Por isso, a dúvida principal de quem está no negativo e precisa de crédito é sobre como aumentar seu score.

Neste artigo, vamos mostrar algumas dicas para sua pontuação melhorar.

O que é score de crédito?

Antes de liberar crédito para um cliente, as instituições financeiras precisam de algumas informações para avaliar o risco de inadimplência. É nesse caso que surge o Score, uma pontuação entre 0 a 1000 que mostra a probabilidade de uma pessoa pagar (ou não) suas contas em dia. Essa análise é realizada antes da aprovação de serviços de crédito, como cartões, empréstimos ou financiamentos.

Tal ferramenta é muito importante para determinar o nível de comprometimento do solicitante, com base no seu comportamento como consumidor ao longo dos anos. Entre as práticas registradas estão: ações judiciais, ações de busca e apreensão, emissão de cheque sem fundo, inadimplência, protestos, participação em falência ou recuperação judicial de empresa.

Para que esse score serve?

O objetivo é que, com acesso a mais dados sobre a pessoa, os bancos e empresas possam personalizar suas ofertas de crédito. Ou seja, isso significa que elas podem conceder juros menores para quem possui bons hábitos financeiros e paga suas contas em dia.

Antes da existência do Cadastro Positivo, os consumidores eram avaliados somente pelos compromissos financeiros em atraso. Agora, os débitos pagos na data são reconhecidos, como contas de consumo (água e luz), faturas de cartão de crédito e planos telefônicos.

Como funciona a consulta do score de crédito?

Como visto, o score apresenta uma escala que vai de 0 a 1000, com cada pessoa sendo pontuada por meio das seguintes condições: dados cadastrais atualizados, pagamentos em dia, vínculo financeiro com as empresas e histórico de dívidas negativadas.

Já pela tabela do score de crédito, as pessoas são categorizadas da seguinte forma:

-0 a 300 pontos: alto grau de inadimplência; -301 a 700 pontos: risco médio de inadimplência; -701 a 1000 pontos: baixo nível de inadimplência.

As empresas que usam o score como condição para aprovar empréstimos, por exemplo, fazem parte dos seguintes segmentos de mercado:

-telefonia; -TV a cabo e serviços de assinatura; -varejo em geral, especialmente comerciantes de eletrodomésticos; -setor bancário e financeiro; -prestadores de serviços.

Como posso consultar o meu score?

Qualquer pessoa pode checar seu score de crédito na Serasa Consumidor. Veja o passo a passo:

-acesse a página serasaconsumidor.com.br ou baixe o app para Android ou iOS; -clique na opção “cadastrar”, no canto superior direito da tela; -é possível agilizar o processo utilizando sua conta do Gmail ou Facebook; -preencha os dados restantes: CPF, data de nascimento, localização etc; -ao logar no site, você verá seu score na tela, além de ter instruções de como aumentá-lo; -ative também o Cadastro Positivo para melhorar sua pontuação. A recomendação é fazer consultas regulares no seu score. Para isso, defina uma rotina de acesso ao site ou app.

Dentro do portal, também são mostrados os compromissos financeiros em aberto que possivelmente a pessoa tenha. Se não tiver débitos registrados, a notificação “você não possui dívidas” aparecerá na tela.

A Serasa Consumidor não oferece um histórico de pontuação no portal de consulta. Portanto, anote seu score em cada acesso para monitorar sua evolução. Uma sugestão é registrar esse dado na sua planilha de controle financeiro. Isso ajuda a identificar as variações, conferindo como suas finanças afetam os seus pontos.

Importante! A Serasa só libera o acesso ao score para a pessoa física titular e para as empresas. Isso quer dizer que um consumidor não pode pesquisar os dados do outro, tornando o processo confidencial.

Afinal, como o score de crédito é calculado?

Até aqui você aprendeu muita coisa sobre esse indicador, mas como ele é calculado na prática?

A verdade é que a fórmula de cálculo não é divulgada. O que sabemos é que o cálculo é feito por meio dos dados comportamentais de pagamento de cada pessoa física para avaliar o risco de crédito.

Essas informações servem para medir e analisar comportamentos de pagamento. Tais padrões ficam na base de dados da Serasa. Aqui, vale reforçar que mudanças no score não ocorrem imediatamente. Por exemplo, se você limpar seu nome, o score vai demorar um pouco para subir, pois somente o histórico é considerado, e não eventos específicos.

O que fazer para aumentar meu score?

Para aumentar o score de crédito, é preciso mudar seu comportamento como pagador. Para isso, acompanhe nossas dicas e transforme algumas práticas em hábito.

Analise sua situação

O primeiro passo é consultar sua “nota” como já falamos lá atrás. Na plataforma, existem informações como: fatores que aumentam ou diminuem seu score e as negativações. Esses dados mostram o que pesa na sua pontuação. Assim, é possível identificar as pendências que você precisa resolver, como pagar algumas contas em atraso, por exemplo.

Mantenha o nome limpo

Para ter um score maior, limpar o nome . O primeiro passo é quitar o mais rápido possível ou renegociar todas as dívidas atrasadas. Depois disso é necessário manter a pontualidade nos pagamentos, mostrando que houve uma mudança no seu comportamento financeiro.

Portanto, é importante evitar atrasar qualquer pagamento, principalmente parcelas de cartão de crédito ou empréstimos. Quanto mais as contas estiverem em dia, mais os birôs entendem o seu perfil financeiro como de um bom pagador.

Organize suas finanças mensalmente e anote todos os seus gastos e ganhos (utilize nossa planilha financeira disponível para download aqui no Just Explica). Dessa maneira, você consegue ter uma visão mais ampla das suas finanças e avaliar onde é possível economizar para manter suas contas em dia.

Atualize seus dados

Você sabia que deixar seus dados sempre atualizados ajuda a manter o score mais alto? Isso acontece porque quanto mais exatas forem as informações, mais confiável é o seu cadastro.

A atualização é gratuita e, para isso, você pode enviar os documentos, como comprovante de residência e de telefone, pelo próprio site da Serasa. Mas fique atento, pois alguns documentos precisam ser encaminhados com a autenticação de um cartório.

Faça seu cadastro positivo

Fazer o seu cadastro positivo nas ferramentas de análise de crédito como o Serasa e o Boa Vista contribuem para que você seja reconhecido como um bom pagador no mercado.

Cadastro Positivo Serasa

O Cadastro Positivo do Serasa é uma forma de, mesmo que não tenha como comprovar sua renda, possa ter um histórico de pagamento disponível para futuras análises de crédito.

Se você é um trabalhador autônomo, por exemplo, com o cadastro positivo terá um histórico de bom pagador e mais facilidade para conseguir um financiamento, limite para o cartão de crédito, empréstimos e etc.

Cadastro Positivo Boa Vista

Assim como no Serasa, o Cadastro Positivo do Boa Vista também possibilita que as pessoas construam seu histórico de bom pagador e defina o comportamento financeiro que será analisado pelas empresas quando você precisar de crédito.

As informações também são analisadas e transformadas em uma pontuação de acordo com os critérios do birô de crédito.

Tenha contas em seu nome

As contas podem ser usadas para reconhecê-lo como consumidor. Então, se você não tem nenhuma em seu nome, esse pode ser o motivo para o pedido de cartão de crédito ou empréstimo não ter sido aprovado, por exemplo. Afinal, como as instituições financeiras vão analisar seu comportamento de pagador, se não existe conta alguma em seu nome?

Elas podem ser simples, como de telefone, luz ou água, mas como já mencionamos anteriormente, devem ser pagas em dia.

Mantenha o CPF sem consultas

O seu CPF está diretamente ligado às suas contas e compras. Todas as vezes que você solicitar aumento do limite do cartão de crédito ou um empréstimo, as instituições financeiras vão consultar seu CPF.

Por isso, tanto o SCPC quanto a Serasa consideram que alguém que é consultado frequentemente pode estar passando por uma instabilidade financeira, aumentando o risco de inadimplência.

Para evitar tal problema, solicite um empréstimo ou cartão de crédito, por exemplo, apenas quando for realmente necessário. A consulta de cada empresa fica registrada por 90 dias e o acúmulo pode prejudicar seu score.

Não deixe sua dívida caducar

Dívidas protestadas após 5 anos somem do seu registro nas plataformas de crédito. Aguardar esse período sem quitá-las se chama “caducar”. No entanto, se você comprou algo ou fez um empréstimo, negocie e quite o quanto antes. Ao esperar caducar, você fica impossibilitado de solicitar crédito por 5 anos — sem contar que a relação com o mercado fica abalada. Além disso, existem endividamentos que não caducam e ficam para sempre no seu histórico.

Por fim, é importante ressaltar que estamos na era digital. Ainda que suas dívidas acabem, é possível descobrir que seu CPF estava negativado em alguns momentos e você não honrou com o compromisso assumido. Desse modo, a probabilidade de não conseguir crédito ou cartão permanece alta.

Tenha poucos cartões para evitar problemas

Embora algumas pessoas acreditem que ter muitos cartões é algo benéfico, isso não passa de uma armadilha financeira. O motivo é simples, quanto mais você tem, maior a brecha para gastar mais do que o orçamento, o que pode gerar dívidas incontroláveis.

Além disso, a frequência de pedidos de novos cartões a bancos, empresas e lojas, em um curto espaço de tempo, faz os órgãos de proteção ao crédito ficarem com o “pé atrás” com você. Isso porque tal atitude é muito comum entre fraudadores que pegam informações de suas vítimas para roubar dinheiro ou fazer compras indevidas.

Nesse caso, o ideal é manter poucos cartões para que você controle suas despesas, pague-as em dia e desenvolva uma boa relação no mercado consumidor. Com isso, verá seu score mudar com o tempo.

Não pague para aumentar seu score de crédito

Na ansiedade para conseguir crédito o quanto antes, algumas pessoas buscam por soluções milagrosas para aumentar rapidamente o score. Não acredite nisso, pois não existe nenhum recurso desse tipo por meios oficiais. Esse é um golpe comum oferecido na Internet. Portanto, jamais pague qualquer quantia para ter uma pontuação maior.

Mas por que eu preciso me preocupar com o meu score?

Como já mencionado, ter um score alto pode te possibilitar ter melhores ofertas em diversos produtos de crédito, como empréstimos, cartão de crédito, financiamentos e etc. Ainda não ficou claro? Entenda melhor suas vantagens.

Para ter juros mais baixos

Score de crédito positivo é um sinal de que você mantém suas contas em dia, certo? Sendo assim, é menos arriscado para a instituição financeira te emprestar algum dinheiro.

E o risco de crédito pode influenciar na taxa de juros que será aplicada em serviços de crédito, como empréstimos e financiamentos por exemplo.

Para obter limite de cartão de crédito mais alto

O risco de crédito não determina apenas a taxa de juros de empréstimos e financiamentos. Afinal, se voce tem um perfil de bom pagador e, consequentemente um score de crédito positivo, o banco poderá ter mais confiança em liberar limites mais altos no seu cartão de crédito.

Para economizar

Mesmo que você não tenha o hábito de solicitar crédito para instituições financeiras, é possível que você precise de uma oferta em algum momento da sua vida.

Segundo uma pesquisa do SPC Brasil, 52 milhões de brasileiros usam o cartão de crédito como forma de pagamento.

Aumentar o score de crédito pode contribuir para que você tenha taxas de juros menores e um maior limite de crédito. Ou seja, mais economia para o seu bolso.

Como aumentar meu score pode me ajudar a economizar na prática?

Ficou com desconfiado se a sua pontuação do score pode realmente te fazer economizar? Veja o exemplo abaixo!

Lucas e Marina são amigos de infância. Os dois realizaram o sonho de comprar seu primeiro carro em julho deste ano, na mesma concessionário e no mesmo dia.

Marina sempre cuidou das suas finanças e, por isso, tem o score alto. Financiou um carro de R$22.000,00 e deu R$4.000,00 de entrada. Fechou negócio em um financiamento de 48 parcelas de R$559,00, totalizando R$26.832,00

Já Lucas tem o nome negativado e uma pontuação baixa no score. Ele escolheu financiar também um carro de R$22.000,00 e tinha R$4.000,00 de entrada. No final das contas, Lucas pagou 48 parcelas de R$658,00, totalizando R$31.584,00

Apesar do proposta de negociação serem iguais, viu como o seu perfil financeiro pode te ajudar a economizar no futuro?

Quanto tempo demora para aumentar o score?

Não é possível ter um prazo definido para seu score aumentar. Entretanto, se você o motivo pelo qual o seu score abaixou, após regularizado é certo que seu score vai aumentar.

Mas é preciso levar em consideração que as estratégias de aumento no seu score sejam passíveis de rastreio. Afinal, se você regulariza uma dívida que você tem com algum parente, os birôs de crédito não ficaram sabendo dessa informação para entender que o seu perfil de pagador melhorou, não é mesmo?

E então, aprendeu o que é score de crédito e como aumentá-lo? Coloque as recomendações citadas em prática para obter uma pontuação ideal para empréstimos, que varia entre 750 a 900 pontos, dependendo da instituição financeira.

Se você gostou deste conteúdo, aproveite que chegou até aqui e aprimore seus conhecimentos. Confira nosso artigo sobre gestão de finanças pessoais.

Just Explica

Dicas e informações sobre Empréstimo e Finanças!