Empréstimo para negativado é bom?

Você também pode ouvir esse texto! Experimente:

Quem já ficou negativado deve ter pensado em pegar um empréstimo para pagar as dívidas. Diversas instituições financeiras oferecem esse tipo de crédito, mas será que essa é mesmo a melhor opção para sair do sufoco? Parece bom negócio usar esse dinheiro quando todos os bancos estão dizendo “não” para você, mas a história não é bem assim. Entenda como funciona o empréstimo nesse caso e se vale a pena entrar nessa.

Como funciona o empréstimo para negativado

O foco do empréstimo para negativado é emprestar dinheiro para quem atrasou o pagamento de dívidas e ficou com o nome sujo. A maioria das instituições financeiras rejeita esse tipo cliente porque o risco de ele ficar inadimplente mais uma vez é bem grande.

Qual é a taxa de juros nesse caso?

Se o risco do empréstimo para negativado é alto para o credor, a taxa de juros também vai ser. Em muitos casos, o custo de pegar esse dinheiro supera até o que é cobrado no cartão de crédito ou no cheque especial, modalidades mais caras de juros. E o que isso quer dizer? O empréstimo fica caro e as chances de a pessoa entrar em uma bola de neve são muito maiores do que ela imagina!

Então, empréstimo para negativado é bom?

Em uma palavra: depende. Na maioria das vezes, não. A taxa de juros costuma ser cara demais para conseguir ajudar quem está endividado. Pelo contrário, pode afundar o consumidor ainda mais. Obviamente, não é possível falar por todos os casos, mas o Just indica que você procure sempre outras soluções.

E o que fazer então?

É preciso atacar esse problema pela raíz e mergulhar fundo no entendimento das suas finanças. O aplicativo do GuiaBolso, parceiro do Just, ajuda a ter uma visão exata de onde o dinheiro está sendo gasto e em qual dessas despesas é possível economizar.

Além disso, se você estiver endividado, renegociar a sua dívida é um bom segundo passo e com chances altas de sucesso. Em geral, é possível conseguir descontos generosos e parcelar o que ficou pendente. Depois de fazer isso, aí sim a dica é buscar um empréstimo pessoal - você quita toda a dívida anterior e fica com parcelas e juros menores no bolso.

Equipe Just :)

Tirando todas as suas dúvidas sobre empréstimo pessoal