Dia do consumidor: como não cair nas armadilhas do comércio

Com muitas ofertas e promoções, o dia do consumidor acontece no próximo domingo (15). A data foi escolhida por causa do discurso feito em 1962 por John F. Kennedy, então presidente dos EUA. O dia é uma maneira de alertar as pessoas para os direitos que elas têm como consumidores.

Contudo, o comércio viu o dia como uma oportunidade para turbinar as vendas, assim como em outros momentos do ano, por exemplo Dia das Mães ou a Black Friday. Por isso, a Just separou as melhores dicas para você conseguir aproveitar os descontos sem cair em armadilhas ou até mesmo no endividamento.

Acompanhe os preços

Quer comprar algo específico, mas está esperando uma boa promoção? Então, comece a monitorar os preços para ver se realmente vale a pena. Em muitos casos o valor sobe dias antes e em seguida é dado o desconto, o que acaba não sendo verdadeiramente uma promoção.

Por isso, é sempre bom acompanhar os valores em lojas diferentes. Desta forma você consegue realmente aproveitar valores abaixo do que geralmente é cobrado e, consequentemente, fazer um bom negócio.

Olhe com atenção para as ofertas

Você com certeza já se deparou com promoções como “leve 3 por 2” ou “compre 3 e leve o quarto produto com 50% de desconto”. O pensamento imediato é que esse é um ótimo negócio, porque você vai ter um grande desconto.

Porém, isso só vale a pena se realmente você precisar comprar o número de produtos oferecido, caso contrário o preço final vai ser maior ao que você pagaria se comprasse apenas a quantidade necessária. É a velha história do barato que sai caro.

Cuidado com os cartões de loja

As grandes lojas de departamento, além de venderem os próprios produtos, também lucram através da venda de crédito. Muitos clientes acabam aceitando esse serviço por não possuírem taxas de anuidade. No entanto, é bom ficar esperto, porque o que parece uma vantagem, na verdade pode se tornar uma dor de cabeça.

Tanto o crediário como o financiamento das lojas têm altos juros. Caso o pagamento das parcelas atrase ou não seja feito, você pode acabar entrando em uma bola de neve do endividamento. Por isso, se optar por ter os cartões de lojas de departamento, a melhor saída é sempre pagar em dia (mas o ideal mesmo é, sempre que possível, optar por ter apenas um cartão de crédito).

Além disso, essa é uma tática muito usada para aumentar o consumo dos clientes. Como para pagar a fatura é necessário ir até o estabelecimento, muitas lojas fazem isso com a intenção de que os consumidores vejam outros produtos e comprem sem planejamento. Cuidado!

Fuja de parcelamentos longos

Uma outra maneira de atrair os clientes é oferecer o pagamento em parcelas de 12, 15 ou até 24 vezes. Apesar de dar a impressão de que o preço do produto está mais acessível, esse parcelamento não só compromete a sua renda por muito tempo, como também tem juros altos que são adicionados de forma que você nem perceba.

Nesse caso, o ideal é que você consiga todo mês economizar um pouco com o objetivo de juntar o valor total do produto para fazer a compra à vista. Assim, você escapa das taxas abusivas e ainda fica com a renda livre para não precisar comprometer outros pagamentos.

Just Explica :)

Dicas e informações sobre Empréstimo e Finanças!