Como organizar uma planilha das suas finanças

just-como-organizar-uma-planilha-das-suas-financas-topo

Quando se fala em organização financeira, sempre se fala em montar uma planilha para controlar melhor seu orçamento. Por mais que você saiba todos os seus gastos, ver como eles ficam quando somados e comparados ao seu rendimento mensal pode te dar uma nova dimensão e te ajudar a investir de forma mais consciente.

Por isso, aqui está um guia valioso sobre como ter a planilha como sua aliada na hora de equilibrar suas contas e fazer seu dinheiro render. Além disso, no final do texto você vai encontrar um link para baixar uma planilha modelo e já começar a se organizar.

O que é uma planilha financeira?

Você deve se lembrar do tradicional caderninho de despesas, ou até conhecer alguém que ainda tenha um, certo? Onde os gastos do mês eram colocados literalmente na ponta do lápis.

A planilha é basicamente esse caderninho em forma digital. Nela, você vai anotar todo o dinheiro que entra e sai da sua conta, de forma prática e organizada.

Por que você deveria ter uma?

Você pode achar que consegue controlar bem seu orçamento sem colocar em uma tabela, mas você sabe responder, por exemplo, quanto dinheiro gastou com combustível no mês passado? Existem diversos motivos que tornam a planilha de gastos uma boa ideia, veja alguns a seguir:

Saber exatamente pra onde seu dinheiro vai

Você só pode organizar de verdade o que vê. Falar “vou gastar menos” não é tão eficiente se não sabe exatamente o quanto gasta.

Com os números exatos, você consegue identificar exageros e oportunidades de economia. Assim, pode adquirir uma sobra mensal de dinheiro e poupar para alcançar outras metas.

Deixar seus gastos mais eficientes

É provável que alguns dos seus gastos te tragam poucos benefícios. Por exemplo, muitas dívidas ou parcelamentos podem acumular juros que chegam ao dobro do preço original sem que você perceba. Além disso, muitos gastos podem ser supérfluos, como idas frequentes a restaurantes de fast food ou assinaturas de TV a cabo, e podem ser substituídos por alternativas mais econômicas.

Alcançar os seus objetivos

Quando você souber o quanto você ganha e o quanto sobra por mês, você pode investir seu dinheiro e planejar melhor suas metas. Projetando seus gastos para o futuro, você consegue saber o quanto e por quanto tempo você precisa juntar até poder fazer aquela viagem, comprar aquele carro ou mesmo se aposentar mais cedo.

➔ Leia também sobre: Como alcançar a independência financeira?

Como se organizar usando a planilha

Baixar Planilha

O primeiro passo é separar os documentos que comprovam tanto o dinheiro que entra na conta como o que sai. Holerites, faturas, boletos e extratos ajudam a ter números exatos para que a planilha realmente funcione. A planilha disponível nesse post é organizada por mês. Nela você tem espaços para inserir os valores que montam seu orçamento e, ao fazer isso, seu saldo mensal será calculado automaticamente, como no exemplo a seguir:

just-como-organizar-uma-planilha-das-suas-financas-1-v3

Além disso, é importante atualizar a planilha diariamente. Quanto mais informações você tiver, mais fácil fica identificar pontos de melhoria.

Se tiver algum outro gasto frequente, vale adicionar na sessão de gastos adicionais, onde deixamos espaço como na imagem abaixo:

just-como-organizar-uma-planilha-das-suas-financas-2

No final da planilha, há uma tabela que somará automaticamente seus ganhos e gastos e apontará seu saldo final mensal. Lá, você terá uma forma prática de identificar seus pontos de maiores gastos:

just-como-organizar-uma-planilha-das-suas-financas-3

Lembrete importante: Escreva somente nos espaços com fundo branco, pois as células de cor goiaba e cinza estão com fórmulas que vão somar seus gastos automaticamente.

Dica extra

Fique de olho em gastos pequenos. Um cafezinho e um pão de queijo a R$ 5 podem parecer um gasto mínimo, mas acabam somando R$ 150 no final do mês. Você não precisa eliminar essas coisas da sua rotina, mas saber o quanto elas pesam ajuda a decidir o que realmente vale a pena manter.

Just Explica

Dicas e informações sobre Empréstimo e Finanças!

A Just, incluindo suas marcas e domínios, é uma plataforma de contratação de empréstimos pessoais operacionalizada pelo Banco Votorantim S.A., Av. das Nações Unidas, 14171, Torre A, 8° andar, Conj. 82 - Vila Gertrudes CEP: 04794-000 - São Paulo/SP | CNPJ: 59.588.111/0001-03.

  • SAC Just - Para atendimento geral e reclamações - Disponível de 2ª a 6ª feira, das 09h às 18h, exceto feriados: 0800 777 8996
  • Ouvidoria BV - Disponível de 2ª a 6ª feira, das 09 às 18h, exceto feriados: 0800 707 0083
  • Atendimento para deficientes auditivos - Disponível de 2ª a 6ª feira, das 07 às 22h, exceto feriados nacionais: 0800 701 8661.

Empréstimo pessoal online: Prazo de pagamento de 6 a 24 meses. Taxa de juros podem variar entre 2,55% a 7,99% (ao mês). Antes de contratar sua linha de crédito, consulte Custo Efetivo Total, as taxas de juros, tributos, tarifas, pagamentos a terceiros, seguros e demais condições específicas. Exemplo meramente ilustrativo: Valor do Empréstimo: R$ 10.000,00. Prazo: 24 meses. Parcela Mensal: R$655,87. Taxa de Juros Mensal: 3,94 % a.m. Taxa CET Mensal: 3,94%. Taxa CET Anual: 58,99%. Crédito sujeito a análise. Use o crédito de forma consciente.

Empréstimo com garantia de veículo: Somente são aceitos veículos quitados (carros de até 19 anos e veículos utilitários com até 8 anos), em bom estado, atestado por vistoria credenciada da Just. Crédito limitado a 80% do valor de avaliação do veículo, a critério exclusivo da Just. Prazo de pagamento de 12 a 48 meses. Taxa de juros pode variar entre 2,11% a 3,25% (ao mês). Consulte o CET (Custo Efetivo Total) antes de contratar o seu financiamento. Exemplo meramente ilustrativo (não configura oferta): valor veículo R$ 48.000, valor do empréstimo R$ 14.000 + taxa de cadastro R$ 789,00 (quando aplicável) + tarifa de avaliação de bem R$ 250,00 + IOF de R$ 0,00 + registro de R$197,25 = valor total de R$ 15.236,25. Total de 48 parcelas de R$ 499,75. Taxa de juros 2,00% ao mês, 28,83% ao ano. CET operação 33,77% ao ano. Crédito sujeito a análise. Use o crédito de forma consciente. Se beber, não dirija.