Como evitar cair em golpes de empréstimo online

O cenário de empréstimos online cresce cada vez mais no país, com muitas empresas surgindo e se adaptando a esse novo método de crédito, que promete ser algo cada vez mais comum na vida dos brasileiros.

Infelizmente, muitas empresas se aproveitam dessa situação para tentar enganar clientes na hora de fazer o empréstimo. Anúncios fraudulentos, especialmente para quem está com o nome negativado (popularmente conhecido como “nome sujo”), são extremamente fáceis de serem encontrados pela internet.

Por isso, este artigo traz algumas dicas para que você saiba reconhecer esses golpes e não caia em nenhum deles.

Nunca pague adiantado

Esse ponto precisa ser reforçado o máximo possível: nenhuma instituição confiável vai pedir um depósito antecipado para liberação do crédito. Podem chamar de garantia para o empréstimo, taxa de abertura de crédito ou muitos outros nomes, mas na verdade é uma ação enganosa.

Como explicamos no nosso artigo Como funcionam os valores e prazos do empréstimo online?, alguns bancos ainda cobram uma tarifa de cadastro no início do relacionamento com o cliente, justificando despesas com pesquisa em serviços de proteção ao crédito.

Ainda assim, essa tarifa será aplicada ao longo do pagamento do empréstimo, e não antes de recebê-lo, pois se você precisa de dinheiro, não faz sentido pagar adiantado. De qualquer modo, a recomendação principal é escolher instituições que não fazem uso dessa taxa.

Desconfie caso não verifiquem a sua renda

Todas as instituições de contratação de crédito vão precisar analisar sua conta bancária, como a Just faz, ou pedir comprovação de renda, histórico de crédito e dados similares.

É comum isso acontecer antes da aprovação do empréstimo porque essas empresas precisam analisar seu perfil financeiro para elaborar sua oferta, além de ter certeza que você vai ser capaz de pagá-la. Então, se eles não se importarem com essa verificação, provavelmente não existem planos de realmente te emprestar o dinheiro.

Do outro lado da mesma moeda, tome muito cuidado com os dados que pedem. Números do cartão de crédito ou senha de acesso a transações bancárias, por exemplo, não são requisitados por nenhum credor para fazer a liberação do crédito.

Faça a contratação com calma

Desconfie sempre de ofertas que envolvem muita urgência. Muitas empresas podem te oferecer condições milagrosas que valem por tempo limitado, te estimulando a aceitar o mais rápido possível.

Falas como “não posso garantir que as condições sejam as mesmas da próxima vez que nos falarmos” ou “essa oferta só vale para hoje e vamos fechar em meia hora” são muito comuns nesses casos. As instituições, na verdade, devem te passar segurança.

Além disso, dedique um tempo para pesquisar a reputação da empresa antes de tomar uma decisão. Acessar páginas como Reclame Aqui e Procon podem te dar uma boa ideia de com quem você está lidando.

Preste atenção nos detalhes

Toda instituição que oferece a contratação de empréstimos precisa ter um CNPJ, sem exceção. Por isso, o pagamento das parcelas deve ser sempre feito para uma conta de pessoa jurídica, nunca física.

Outra informação importante é o correspondente bancário, ou seja, uma empresa, obrigatoriamente autorizada pelo Banco Central, que é contratada pela instituição financeira para a prestação de serviços de atendimento ao cliente.

Todo fornecedor de crédito possui um, se você estiver em um site, provavelmente vai encontrá-lo no rodapé da página juntamente com o CNPJ da empresa.

Além disso, um indicativo de que o acesso a um site é seguro é a presença de um pequeno cadeado ao lado do endereço eletrônico, na barra do navegador.

➔ Leia também sobre: Empréstimo online: Praticidade e segurança

Just Explica :)

Dicas e informações sobre Empréstimo e Finanças!