A Just não solicita nenhum tipo de pagamento antecipado para empréstimos. Confira nossas dicas de Segurança e se tiver qualquer dúvida, entre em Contato.
Dicas e Finanças

Afinal, o que é preciso fazer para limpar o nome? Descubra!

Publicado em:

just-como-limpar-meu-nome

Você está com seu CPF negativado por causa de dívidas? Se sim, saiba que não é o único, muito pelo contrário. Segundo dados oficiais de uma pesquisa feita pelo Serasa, o país tem quase 64 milhões de pessoas inadimplentes, em busca de uma maneira para limpar o nome dessas listas de restrição ao crédito.

A quantidade de inadimplentes - pessoas que não conseguiram pagar suas dívidas por algum motivo - no Brasil mostra que o problema com as dívidas é algo comum e constante, que abrange a maior parte da população. É muito fácil entrar em uma lista de negativação de CPF, mas é muito difícil sair dela.

No entanto, difícil não é impossível. Para isso, é necessário ter um bom planejamento e muita dedicação (e disciplina!) para conseguir sair das listas de restrição ao crédito. Quer aprender como limpar seu nome em pouco tempo? Então continue lendo que a Just explica!

O que significa ter o nome sujo?

Ter o nome sujo significa estar em listas de restrição ao crédito. Logo, você não pagou algum empréstimo ou conta e, portanto, foi “marcado” como inadimplente. Na prática, as lojas ficarão mais receosas em conceder crediários para você, os bancos não aprovarão financiamentos com facilidade e será difícil conseguir crédito no mercado.

Quem faz essa "marcação" são os birôs de crédito. O nome pode parecer estranho, mas o seu funcionamento é bem simples. Basicamente, um birô de crédito é uma empresa que reúne informações de pessoas físicas e empresas de pequeno porte. Normalmente, elas fazem uma análise do histórico de crédito de uma pessoa, de modo a mostrar para as empresas os riscos ou vantagens de emprestar dinheiro ou vender à prazo para aquele consumidor. No Brasil, existem atualmente 4 birôs de crédito:

  • Serasa;
  • Boa Vista Serviços;
  • SPC;
  • Quod.

O que é preciso para limpar o nome?

Para entrar em uma lista de restrição ao crédito, basta não pagar uma dívida ou conta. Para limpar o nome, portanto, fazer o contrário já é o suficiente: quitar a sua dívida.

No entanto, um detalhe importante é que você não precisa quitar a dívida inteira para sair do negativo. Isso mesmo! Dá para limpar o nome mesmo sem pagar todo o valor devido.

Renegociar a dívida em algumas parcelas e pagar a primeira delas já é o suficiente para tirar o seu nome das listas de CPFs negativados (isso se você não tiver nenhum outro débito, óbvio!). Isso porque a lei entende que, se você fez um acordo e já começou a arcar com as parcelas, não está mais devendo nada em atraso. É como se você comprasse um eletrodoméstico parcelado no cartão de crédito, entende?

Porém, isso não significa que você não precise pagar as outras parcelas do acordo. Pelo contrário! Fazer um acordo e começar a pagar as prestações é a primeira ação não só para limpar o nome, como para recuperar a confiança do mercado e aumentar o seu Score de Crédito.

Quais são os passos práticos para limpar o nome?

Pronto, agora que já sabemos que você negociar com os seus credores para poder limpar seu nome, é hora de entender como fazer isso do jeito certo.

Veja alguns passos práticos para tirar de verdade seu nome das listas de restrição ao crédito e evitar dívidas novas!

Faça um levantamento das dívidas

A atitude inicial para conseguir limpar seu nome é fazer um levantamento dos débitos. Afinal, só dá para resolver o problema sabendo o tamanho dele, não é mesmo?

Consulte as empresas de restrição ao crédito, como o SPC ou Serasa, para saber quantas dívidas estão atreladas ao seu nome e qual o valor delas. Isso dará uma base para você começar a se organizar para quitá-las.

Corte custos para ter um espaço no orçamento

O próximo passo é liberar dinheiro no seu orçamento mensal para poder pagar as dívidas. Afinal, sem ter essa gestão de finanças pessoais, não há como você se comprometer a pagar as parcelas de um acordo, não é mesmo?

Uma boa ideia para isso é dividir seus gastos entre:

  • essenciais— não dá para viver sem eles;
  • importantes — não é possível cortá-los;
  • supérfluos — esses últimos, tente exclui-los ou substituí-los por versões mais baratas.

O ideal é abrir aproximadamente 30% da sua renda mensal para destinar esse valor ao pagamento de dívidas. Depois de limpar o nome, você pode usar esse dinheiro extra para fazer uma reserva de emergência, investir ou até mesmo tirar aquele sonho do papel.

Busque fazer negociações com credores

Sabendo quanto você consegue pagar por mês, é hora de negociar com os credores. Para isso, você pode esperar um feirão para limpar o nome ou procurar as empresas por conta própria. Seja como for, é possível ganhar descontos significativos nessas duas modalidades, em alguns casos de até 99% do valor da dívida!

Pegue um empréstimo para reduzir os juros das dívidas

Uma opção interessante para limpar rapidamente o nome é pegar um empréstimo pessoal e trocar várias dívidas por uma só, com juros menores. Funciona assim:

  • se você tiver muitos débitos, terá diversas taxas de juros diferentes;
  • algumas delas, como a do rotativo do cartão de crédito, são altíssimas e podem acumular muito rapidamente;
  • assim, é mais vantajoso contratar um empréstimo e quitar tudo de uma vez, centralizando seus pagamentos em somente uma conta, com juros menores.

Se você mesclar essa dica com a anterior, poderá economizar ainda mais e lidar facilmente com as suas dívidas.

Quais as principais dicas para quem quer limpar o nome?

Se você está pensando em limpar seu nome e precisa de um pouco de preparo para entrar nessa jornada, nós podemos ajudar. Abaixo há algumas dicas importantes para tirar esse desafio de letra! Confira só:

  • não tenha vergonha de dever. É algo que acontece com todos nós;
  • faça as coisas com calma e tranquilidade. É preferível demorar mais, mas sair das dívidas sem voltar, do que limpar o nome em poucas semanas e acabar negativado de novo em um curto tempo;
  • quando limpar o nome, mantenha o hábito de poupar dinheiro. Faça uma reserva de emergência de 2 a 6 meses dos seus gastos mensais para evitar novas dívidas;
  • tenha disciplina. A jornada é longa e será necessária muita força para seguir todo o seu plano. A tentação para voltar a gastar bastante pode ser alta, mas é importante resistir, ok?

Quais as vantagens de ter o nome limpo?

Bastante gente acha que, como o nome sai da lista de negativados depois de 5 anos, não vale a pena negociar os acordos para limpar o nome. Na verdade, essas pessoas estão erradas.

Em primeiro lugar, o CPF pode sair da lista mesmo, mas a dívida permanece e pode ser cobrada na Justiça, inclusive com o risco de penhora dos bens. Sem falar que os juros seguem crescendo, o que aumenta ainda mais o débito, né?

Se você ainda não se decidiu se vale ou não a pena tentar limpar o nome, veja abaixo algumas das vantagens de pagar suas dívidas:

Pronto! Agora você já sabe o caminho do tesouro para conseguir limpar o nome e não sofrer mais com cobranças, estresse ou as dores de cabeça de ter seu CPF negativado. Basta se dedicar, ter disciplina e seguir os passos para sair dessa situação em pouco tempo.

Se você vai começar a jornada para limpar seu nome agora, então sabe que um dos primeiros passos é colocar suas finanças em ordem. Para isso, veja nossas 4 dicas de ouro para aprender como cortar gastos desnecessários!

Just Explica

Dicas e informações sobre Empréstimo e Finanças!

A Just, incluindo suas marcas e domínios, é uma plataforma de contratação de empréstimos operacionalizada pelo BANCO VOTORANTIM S.A., Av. das Nações Unidas, 14171, Torre A, 18° andar - Vila Gertrudes CEP: 04794-000 - São Paulo/SP | CNPJ: 59.588.111/0001-03.

  • SAC Just - Para informações, reclamações, cancelamentos ou elogios: 0800 777 8996 (atendimento especial para deficientes auditivos e de fala), 24 horas por dia, 7 dias por semana.
  • Ouvidoria BV - Disponível de 2ª a 6ª feira, das 09 às 18h, exceto feriados: 0800 707 0083
  • Atendimento para deficientes auditivos - Disponível de 2ª a 6ª feira, das 07 às 22h, exceto feriados nacionais: 0800 701 8661.

EMPRÉSTIMO PESSOAL ONLINE: Prazo de pagamento de 6 a 24 meses. Taxa de juros podem variar entre 1,60% a 9,95% (ao mês). Antes de contratar sua linha de crédito, consulte Custo Efetivo Total, as taxas de juros, tributos, tarifas, pagamentos a terceiros, seguros e demais condições específicas. Exemplo meramente ilustrativo: Valor do Empréstimo: R$ 10.000,00 + IOF: R$ 319,32 = Valor Total do Empréstimo: R$ 10.319,32. Prazo: 24 meses. Parcela Mensal: R$753,30. Taxa de Juros Mensal: 4,59% a.m. Taxa CET Mensal: 4,88%. Taxa CET Anual: 71,34%. Crédito sujeito a análise. Use o crédito de forma consciente. As taxas reais serão apresentadas em tempo de proposta. Crédito sujeito a análise. Use o crédito de forma consciente.

EMPRÉSTIMO COM GARANTIA DE VEÍCULO: Somente são aceitos veículos quitados (carros de até 19 anos e veículos utilitários com até 8 anos), em bom estado, atestado por vistoria credenciada da Just. Crédito limitado a até 80% do valor de avaliação do veículo, a critério exclusivo da Just. Prazo de pagamento de 12 a 60 meses. Taxa de juros pode variar entre 1,95% a 3,34% (ao mês). Consulte o CET (Custo Efetivo Total) antes de contratar o seu empréstimo. Exemplo meramente ilustrativo (não configura oferta): valor veículo R$ 45.788,00, valor do empréstimo R$ 25.000,00 + taxa de cadastro R$ 789,00 (quando aplicável) + tarifa de avaliação de bem R$ 250,00 + IOF de R$ 520,14 + registro de R$146,91 = valor total de R$ 26.706,05. Total de 12 parcelas de R$ 2.529,30. Taxa de juros 2,15% ao mês, 29,13% ao ano. CET operação 48,82% ao ano. As taxas reais serão apresentadas em tempo de proposta. Crédito sujeito a análise. Use o crédito de forma consciente. Se beber, não dirija.